Liz Sandoval

Arquiteta e urbanista pela Universidade Federal do Paraná - UFPR (2000), estuda as interseções entre o cinema e a cidade nas relações de representação, prática social e memória, concentrando-se principalmente na cidade moderna e planejada de Brasília. Mestre em Arquitetura e Urbanismo na linha de pesquisa Teoria e História da Arquitetura e Urbanismo com a dissertação “Brasília, cinema e modernidade: percorrendo a cidade modernista” (2014) na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília FAU/UnB, dá continuidade à pesquisa no doutorado, em andamento, no mesmo Programa de Pós Graduação. Possui artigos publicados sobre a cinematografia brasiliense, realizou mostras e festivais de cinema de arquitetura, sendo 2 mostras dedicadas ao cinema de Brasília e da UnB. Lecionou as disciplinas de Projeto de Arquitetura, Planejamento Urbano na Universidade Paulista, campus Brasília. Foi idealizadora e diretora do Archcine Brasília – Festival Internacional de  Cinema de Arquitetura, em 2018.


Thay Limeira

Pernambucana radicada em Brasília, produtora cultural e curadora de cinema de trajetória cineclubista com formação em Antropologia pela Universidade de Brasília (UnB). Se debruça na produção de projetos culturais, mostras e festivais e produções cinematográficas. Realizou as produções do Festival Curta Brasília – Festival Internacional de Curta-metragem (2012 a 2017), Circuito Itinerante Cinesolar nos Estados do DF e GO (2016), Festival CineFoot (2013 e 2014), Festival InterAnima (2018), Archcine Brasília – Festival Internacional de Arquitetura (2018). Como curadora, integrou curadoria de festivais consolidados como 14º Festival de Taguatinga (2019), Festival de Brasília do Cinema Brasileiro (2017 e 2018), 6ª Festival Curta Brasília (2017), 7ª Mostra Canavial (2018), Circuito Itinerante Cine Solar (2017), Festival de Curta-Metragem das Escolas Públicas do DF (2015 e 2016). Integra o coletivo Cinema Urbana, idealizadora do Festival Cinema Urbana com estreia prevista para 2019, que tem por intuito discutir a questão urbana e a arquitetura por meio do cinema e o coletivo ENTREVAZIOS, formados multiartistas com trabalhos que ocupam as fronteiras entre as artes cênicas e visuais e que coloca o corpo em diálogo com as poéticas da cidade e que estreia agora em 2019 o projeto DE VER CIDADE – Brasília numa caixa de brincar, uma obra interativa que revela uma topografia sensível sobre a Brasília dedicada às crianças.

Bethania Maia

Trabalha como produtora de mostras e festivais desde 2011, valendo destacar sua participação em todas as edições do BIFF - Brasilia International Film Festival e nas edições de estreia do Immersphere Fulldome Festival, Interanima - Festival Internacional de Animação e Interatividade e Archcine Brasília - Festival Internacional de Cinema de Arquitetura, além da produção executiva e programação da mostra Vídeo Índio Brasil. Coordenou a produção de projetos de circulação do grupo Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro no DF e no Nordeste e trabalhou como produtora do espetáculo Disney On Ice em Brasília, Belo Horizonte e Porto Alegre. Atualmente é diretora de produção do VII BIFF, produtora executiva do média metragem Quem Dera Não Ter Um Vazio Dentro de Mim e do curta metragem Rumo, produtora do longa metragem Na Barriga da Baleia e gerencia o CineClube Farol, projeto itinerante de cinema a céu aberto. 

Daniela Marinho

Brasiliense, nascida em 1985, formou-se em Comunicação Social, com Habilitação em Audiovisual, pela Universidade de Brasília (UnB), onde também obteve título de Mestra no Programa de Pós-graduação em Imagem e Som. Atualmente é bacharelanda em Direito. Com mais de uma década de atuação na área de produção, já participou de mais de 60 mostras de cinema, 25 curtas-metragens e 5 longas. Desde 2014, conduz a empresa Moveo Filmes (novo nome para Transborda Produções Culturais), promovendo filmes, mostras e Festivais no Distrito Federal.


Using Format