SÁBADO - 12 DE OUTUBRO

MOSTRA COMPETITIVA - MUSEU CORREIOS


S12 - 15:30H

sessão acessível, com apresentação em libras e legendas descritivas

Bug 

Argentina, Joaquín Ortiz, 2018, 07`31``

Em uma cidade futurística tridimensional e monocromática, vivem seres caricaturescos bidimensionais, que marcham sob a vigilância de câmeras e drones. Um deles, “Bug”, procurará superar todos os obstáculos a fim encontrar uma descoberta transcendental. “Bug” é um curta-metragem que, sem dizer uma única palavra, fala sobre realidade e virtualidade, poder e poesia, uniformidade e imaginação, atravessando as múltiplas dimensões da vida contemporânea.

Give Back the Silent Spring 

Turquia, Zeynep Üstünipek, Burak Kum, 2018, 03`00``

"Ainda falamos em termos de conquista. Ainda não estamos maduros o suficiente para pensar em nós mesmos como apenas uma pequena parte de um universo vasto e incrível. A atitude do homem em relação à natureza é hoje de importância crucial, simplesmente porque agora adquirimos um poder fatídico para alterar e destruí-la. Mas o homem faz parte da natureza, e sua guerra contra ela é inevitavelmente uma guerra contra si mesmo". – Rachel Carson, ativista ambiental e heroína.

Água Mole 

Portugal, Alexandra Ramires (Xá), 2017, 09`15``

Os últimos habitantes de uma aldeia não se deixam submergir no esquecimento. Num mundo onde a ideia de progresso parece estar acima de tudo, esta casa flutua.



S13 - 16H

Dreaming Squares 

Irlanda, Paddy Cahill, Shane O'Toole, 2018, 15`

O Dr. Ronnie Tallon foi o arquiteto mais prolífico da Irlanda do século XX e um dos mais exigentes. Suas influências vieram de leste e oeste, de Quioto a Chicago, de Katsura Rikyu a Lake Shore Drive, por meio de Max Bill na Europa Central.  Ele tinha a capacidade de tornar emocionante o teorema de um estudante entediado, e manteve essa mágica geométrica viva em seu trabalho por 80 anos. Neste pequeno documentário, filmado pouco antes de sua morte, Ronnie fala sobre sua obra-prima, a antiga fábrica de cigarros de Carroll em Dundalk - agora, meio século depois, um Instituto de Tecnologia - e por que ele amava a praça por sua infinita divisibilidade ao meio.

Testa

Áustria, Karl-Heinz Klopf, 18`

"Testa" complementa o distinto portfólio de filmes de retratos arquitetônicos de Karl-Heinz Klopf com mais uma estrutura importante, a Biblioteca Pública Nacional da Argentina, projetada por Clorindo Testa. Essa mega estrutura de concreto já constituía um anacronismo na época de sua inauguração em 1995. Seu projeto datava de 1961, mas a construção só começou em 1973. E foi assim que esta peça de arquitetura complexa exala uma atmosfera densa com um sentido de eras diferentes. Visto de uma perspectiva latino-americana representa um exemplo do brutalismo com um sotaque argentino", enquanto para muitos europeus interessados, realiza o sonho ambicioso de um modernismo tardio, inspirado e exemplar.

Alis Ubbo

Portugal, Paulo Abreu, 2018, 60`

Depois da crise veio o turismo e a transformação da cidade de Lisboa. “Alis Ubbo” (porto seguro em fenício) acompanha com ironia os dois últimos anos de mudança da paisagem urbana lisboeta.


S14 - 18H

Primeiro de Novembro 

Portugal, Yuri Pirondi, 2017, 06`36``

"Primeiro de Novembro", o dia de Todos os Santos de 1755, foi a data de um dos terremotos mais mortais do mundo, seguido por um tsunami e um incêndio que destruiu completamente a cidade de Lisboa. Especialistas em sismologia dizem que a repetição do terremoto de 1755 na Grande Lisboa está atrasada neste século. Através de uma narrativa cíclica, a cidade mitológica de Ophiusa renasce, onde as memórias do antigo terremoto e os presságios do futuro estão ligados através de um fluxo de consciência, passado e futuro se fundem em uma dimensão: um presente atemporal .

Lupa 

Alemanha, Aurelia Mihai, 2018, 18`46``

"Lupa" é um curta-metragem que investiga a escultura que retrata a Loba Capitolina. Espalhado por todo o mundo, este símbolo mítico associado à fundação de Roma é o monumento não produzido em série mais comum. Recusando-se a ser um símbolo passivo, a própria loba narra sua história.


Lugar Fósil

Argentina, Florencia Levy, 2019, 15`

Emissões de gases de efeito estufa, derramamentos de óleo, chuva ácida, aniquilação de animais: a catástrofe e suas políticas de representação não são anônimas. "Lugar Fósil" constrói um cenário de uma narrativa distópica, baseada em diferentes testemunhos sobre fenômenos ambientais e econômicos dos últimos 40 anos em diferentes cidades da China, criando uma camada invisível de significado e representação, e induzindo um estímulo a pensar que algo urgente está acontecendo.

Ars Longa Vita Brevis 

Itália, Riccardo Campagna, 2018, 39`32``

O conhecimento é vasto, a vida é curta. É uma obra de montagem que tem como objetivo o uso de símbolos na antiguidade e nos dias de hoje. Da Síria à Rússia de Putin, aos EUA de Trump, o rico material de arquivo constrói um clímax que vê a obra de arte e o homem como seu protagonista, especialmente o contemporâneo, destacando implicações às vezes grotescas.


HOMENAGEM E PREMIAÇÃO - 20H

Lá Vem o Dia

Portugal, Mercês Tomaz Gomes, 2018, 20'

Ela acorda. Ele acorda. Ela ouve música. Ele liga o rádio. Ela sai para trabalhar. Ele trabalha em casa. Comunicam, mas não se encontram.

Tudo é Paisagem

Portugal, Duarte Natário, 2019, 56'

Tudo é Paisagem é um documentário que conta, a partir de nomes como Francisco Caldeira Cabral e António Viana Barreto, a história da construção de uma identidade paisagística portuguesa. Ao tratar de casos como o Parque de Serralves, no Porto, o Parque Eduardo VII, os Jardins da Fundação Gulbenkian e o enquadramento da Torre de Belém, o filme procura explorar a Arquitetura Paisagística como uma prática humana que ultrapassa o entendimento da natureza como um risco. Propõe-se pensar esta variante da arquitetura como: prática cuja essência está na criação de paisagens humanizadas integradas ética, ecológica e esteticamente na natureza; bem como um instrumento de solução do mau ordenamento do território.

Using Format